Como escolher a melhor torneira clínica para hospitais e consultórios?

Publicado: 07/08/2019


Impedir a propagação de germes em hospitais ou consultórios médicos deve ser a prioridade máxima. Por isso, a torneira clínica precisa ser projetada de forma que, usar as mãos para acioná-la não seja um perigo.

De fato, existem várias opções do produto no mercado, como:

● Torneira clínica de bancada;

● Torneira clínica parede;

● Torneira clínica para lavatório;

● Entre outras.

Sendo assim, são feitas para caber nos banheiros ou salas de preparação de cirurgia. 

Para muitas instituições médicas a torneira hospitalar pode ser difícil de encontrar, mas elas estão disponíveis em vários estilos de montagem. Se você está procurando criar uma estação higiênica para lavagem das mãos, neste arquivo vamos dar todas as devidas coordenadas. A escolha certa pode ser determinante não só para uma boa higiene, mas também para a redução de contaminações.


A torneira clínica é frequentemente um lar de iodo e biofilme

A higiene das mãos é um componente crítico da prevenção de infecções em hospitais. Mas é ainda mais quando existem consequências não intencionais desse ato. Um bom exemplo é a infiltração de água na pia, uma vez que espalha contaminantes vindos de torneiras sujas.

Pesquisadores, com o intuito de esclarecer esse fator, descobriram algo bem relevante. Uma profundidade rasa da bacia do lavatório permite que a água potencialmente contaminada espirre:

  • Nos itens de atendimento ao paciente;
  • Nas mãos dos profissionais de saúde;
  • Nos espaços de atendimento ao paciente, pois às vezes a água contaminada chega a uma distância de mais de 1 metro da própria pia.

O interior da torneira clínica para lavatório, onde você não pode limpar, é muito mais sujo do que o esperado. Os germes são potencialmente perigosos dentro e ao redor da torneira, uma vez que representam um dilema para os defensores da infecção.

Isso ocorre porque ter pias acessíveis para lavagem das mãos é tão essencial quanto a tudo que se promove. Com base nessas informações, é preciso realizar um programa abrangente de substituição de torneiras.


Torneira clínica importância

A torneira hospitalar tecnicamente deveria se destinar a impedir a propagação de bactérias, mas não somente isso. Ela deve permitir que médicos e pacientes acionem e interrompam o fluxo de água sem tocar em nada. As torneiras hospitalares têm maior probabilidade de serem contaminadas principalmente pelas bactérias Legionella. A Legionella é uma bactéria da água que pode causar pneumonia em doentes crônicos ou pessoas com sistema imunológico debilitado. Entretanto, existe uma saída para a solução desses problemas, a torneira clínica, que tem sido cada vez mais utilizada em hospitais na última década. Ela é mais higiênica e mais econômica.


Qual é o critério para escolher bem a torneira clínica?

A torneira clínica hospitalar, seja a torneira clínica de parede ou a torneira clínica de bancada, deve seguir algumas recomendações bem específicas. A Vigilância Sanitária não só exige, mas fiscaliza tal fato, uma vez que é o que garantirá a não contaminação cruzada.

A NR-32 implica na recomendação do mecanismo que seja cerâmico com ¼ da volta em metal. Sendo assim, o acionamento da torneira se dá com oscotovelos.

Algo útil que proporciona uma abertura mais fácil, de forma que é altamente indicada para indivíduos com dificuldades motoras. Sem contar com a durabilidade maior oferecida pelo metal.

Essas torneiras devem ser fabricadas com material de alta resistência, pois precisam atender os critérios da NBR9050. É essa norma que visa estabelecer parâmetros de ordem técnica que são observados quanto a:

  • Projetos;
  • Construções;
  • Instalações;
  • Adaptações aos meios rural e urbano;
  • Edificações quanto à acessibilidade.

Alguns modelos disponíveis que atendem às normas técnicas respectivas

Torneira clínica com alavanca de bancada bica baixa

Este modelo de torneira clínica traz alavanca de bancada, com bica baixa e acionamento feito pelo cotovelo. É a recomendada para o lavatório de clínicas e hospitais, uma vez que evita as contaminações cruzadas.

O material de sua fabricação precisa ser de metal cromado, resistente, pois assim atenderá às normas da NR-32 e NBR 9050. 


Torneira clínica com alavanca de bancada bica alta

Essa torneira hospitalar de bancada, com alavanca que se aciona pelo cotovelo, proporciona boa higiene, mas também evita as contaminações cruzadas.

Entretanto, a torneira bica alta móvel, deve ser fabricada com metal cromado para proporcionar durabilidade, segundo a NR-32 e NBR 9050. 


Torneira clínica com bica móvel de bancada, parede e lavatório 

Também acionada pelo cotovelo, não só a torneira clínica de bancada, mas também a torneira clínica parede e a torneira clínica para lavatório tem a bica alta e móvel. Desta forma, as contaminações cruzadas são devidamente evitadas.

A fabricação com alavancas maciças e metal cromado garantem simples instalações e grandes durabilidades, pois é exatamente isso que exigem as normas NBR9050 e a NR-32. 


Critérios a serem observados

Existem mais alguns critérios que devem ser observados ante a aquisição de uma torneira hospitalar. Entre eles podemos destacar: 

  • As torneiras clínicas precisam promover, além da questão crítica de não contaminação, uma boa economia da água;
  • O design deve ser funcional, uma vez que a higiene tem que ocorrer de forma prática e rápida;
  • É importante que as torneiras tenham alavancas maciças e longas;
  • Não é recomendado que tenha botões, pois assim a limpeza fica mais fácil e se diminui o risco de acúmulo de sujeira;
  • A versatilidade é imprescindível. Portanto, deve-se verificar os acionamentos feitos na vertical e na horizontal. Para isso, a alavanca precisa ser anatômica e possuir um corpo de metal resistente;
  • Evite as alavancas que não seguem as linhas profissionais, uma vez que podem ter os tubos soldados ou parafusados. Estes acabam se soltando com o tempo e machucando o usuário;
  • Algo que não pode ser esquecido é a parte prática. Ao escolher e adquirir uma torneira hospitalar é preciso se atentar para os critérios de proporção de assistência técnica e garantia. Em caso de necessidade de troca de peças, esses serviços devem ser efetivados com facilidade, uma vez que se torna de grande urgência dentro do ambiente hospitalar;
  • Priorize a aquisição das torneiras que seguem as normas da NR-32 e NBR9050. Por conseguinte, estas precisam ter a flexibilidade de utilização nos diversos seguimentos de clínicas, consultórios médicos, laboratórios e hospitais.

E então, agora que você já conhece um pouco mais sobre a torneira clínica está pronto para comprar a torneira ideal? Não se esqueça de seguir os critérios das normas técnicas para ter a garantia de um bom produto e uma higiene eficaz.

Voltar